Como é levar a família para morar fora do país – filhos adolescentes!

 

HEAD_SITUACOES

maxresdefault.jpg

Bem, todo mundo sabe que lidar com adolescente pode ser um pouco complicado. Eu não fui uma garota muito problemática, mas lembro que quando meus pais me falaram que a gente ia passar um ano fora eu fui bem chata com eles.

Eu estava prestes a fazer 14 anos, naquela idade onde amizade é tudo na vida da pessoa. Minha vida social tava começando a existir, eu tinha uma banda, a última coisa que eu queria era sair do meu ciclo. Reclamei, mas não tinha muita opção.

O fato de eu já ser fluente em inglês facilitou muito a minha vida ( e a dos meus pais). Imagino que nessa idade, ir para um lugar que você não consegue se comunicar, deve ser bem mais complicado do que quando eu fui aos 9 anos. São fases muito diferentes.

Existe bulling nas escolas americanas? Na minha época existiu e não era igual o daqui. Não sei se é pelo fato de eu ter estudado na mesma escola da primeira série ao terceirão no Brasil, mas lá eu senti umas coisas diferentes. Não era por ser estrangeira, por incrível que pareça. A maioria do problema que senti foi por ser menina, ter mudado de colégio e os meninos terem “se empolgado”com a novidade. Algumas meninas me tratavam muito mal, ficavam fazendo piada das minhas roupas, da minha aparência, enquanto alguns meninos eram insistentes e faziam umas gracinhas abusivas ao ponto de eu reclamar para diretoria. Mas tudo isso durou menos de um mês.

Captura de tela 2016-05-11 às 12.29.36.png

Na primeira semana eu não almocei no banheiro, como aqueles filmes de high school mostram os excluídos fazendo. Mas eu também não almocei no refeitório. Fiquei na sala de música. Fui para o refeitório quando recebi um convite de uma colega que me chamou para sentar na mesa que ela e suas amigas sentavam. E assim começaram algumas amizades que tenho até hoje.

Se fosse possível  voltar no tempo e conversar comigo mesma, eu diria as seguintes coisas:

  • Essa é uma experiência única, de conhecer lugares, situações, um mundo muito diferente do seu! Aproveite MUITO porque quando você ficar velha vai pensar em tudo que poderia ter feito e não fez. Se joga!
  • Pensa em como você vai falar inglês bem depois de tudo isso? Sempre que você viajar não vai ter problemas para se comunicar! Vai ser bom pra escola, faculdade, trabalho…
  • Abra sua cabeça para novas experiências e seu coração para novas amizades. Suas amigas no Brasil vão continuar sendo suas amigas e nesse novo lugar você poderá fazer amizades tão importantes quanto as suas antigas. O coração é grande cabe todo mundo S2.

Essa seria eu, com 31, falando com a Fernanda de 13.

Resumindo, what doesn’t kill you makes you stronger. Com certeza seu teen vai sair muito melhor depois da experiência. Experiência própria 😉

Para ler as dicas de viajar com crianças, veja neste post.

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s