Levo ou não levo meus livros/dvds/documentos na hora de viajar?

HEAD_DIAADIA

Esse post é um tanto voltado para pessoas que já têm o seu cantinho no Brasil e que pretendem ficar um tempo fora país (seja um ano ou imigrar de vez).

Quem ainda mora com os pais talvez não entre tanto em crise como quem precisa viajar e já tem/teve a sua casinha…

Somos grandes acumuladores. Apenas na hora de se mudar a gente nota o quanto a gente guarda coisas. Lembranças importantes, papéis de contas, anotações inúteis, fotos, imas, roupas, livros, objetos de decoração…

Quem trabalha com educação e pesquisa tem ainda mais tendência a acumular. Xerox, canetas, avaliações antigas, trabalhos de sala de aula, cadernos e mais cadernos com anotações, preparações, notas… É muita coisa.

Se já não era o bastante tudo que eu tenho como pesquisadora, ser professora fez a pilha triplicar. Tem sempre aquele trabalho que aquele aluno nunca pegou de volta, aquele que você até tentou deixar na secretaria, mas te devolveram porque ninguém foi pegar. Tem tabelas de prova, chamadas, trabalhos de banca, artigos, notas… É muita coisa.

apagar.jpg

A parte boa é que a viagem faz com que você reveja seus conceitos. Que entenda que algumas lembranças são fundamentais, mas outras precisam abrir espaço para novas. Alguns documentos são vitalícios, outros tem data de expiração. Aprender se desfazer é fundamental.

Tive muitos textos que consegui digitalizar. BUM. Papel no lixo reciclavel. Outros que não precisava mais e estou doando. Os que eu quis manter, mas não posso levar comigo, guardei direitinho para quando eu voltar pegar novamente. Se você não for voltar, tem sempre a opção de mandar por navio ou via alguém que for te visitar.

A maioria dos dvds e dos livros de ficção que já lemos/vimos colocamos a venda. Se quando a gente viajar eles não forem vendidos, vão ficar guardadinhos.

Decidimos manter os fundamentais – livros favoritos, livros acadêmicos que eu utilizo regularmente. As lembranças únicas devem viajar com a gente. As secundárias, ficam guardadinhas nos esperando. As não tão importantes decidimos nos desfazer e deixar mais espaço aberto nas nossas (futuras) gavetas.

O que decidimos levar:

  • Alguns documentos que vamos precisar (alguns ficam com a nossa família)
  • Sete Livros acadêmicos (coloquei esse limite, o resto eu devo digitalizar e manter no Brasil)
  • Lembranças da família, dos amigos, dos nossos momentos marcantes

O resto fica em caixas nas casas dos nosso familiares ou foi doado/vendido.

E assim nosso estoque de coisas tá diminuindo a cada dia que passa…

Se você está em dúvida se vai precisar de um livro, por exemplo, minha dica é: não leve. Leve apenas o que você tem certeza que vai usar. É bem possível que você vá comprar outros livros por lá, relacionados com a nova etapa do seu trabalho. Depois na volta você terá que trazer tudo, imaginou?

Se você pensa em ficar mais tempo, imigrar até, daí eu sugiro que leve. Afinal, se não há uma data prevista para o retorno, é melhor levar seus pertences com você – ou como mencionei antes, pedir para alguém levar/enviar.

Antes de viajar devo falar mais sobre o que fazer com móveis, caixas e como escolher o que vai na mala.

 

 

 

 

Advertisements

2 thoughts on “Levo ou não levo meus livros/dvds/documentos na hora de viajar?

  1. Fernanda

    Olá, vc citou o envio por navio.
    Vc chegou a pesquisar valores e prazo p isso?

    Parabéns pelas suas belas dicas!

    Espero q dê tudo certo, abraços!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s