As melhores universidades do Canadá

Captura de tela 2016-04-18 às 21.29.09

Muitas pessoas tem entrado em contato comigo com perguntas específicas sobre a sua área de trabalho e se eu saberia indicar uma melhor universidade. Infelizmente eu não tenho como responder perguntas fora da minha área, então resolvi procurar algumas informações que possam ajudar essas pessoas. Trouxe hoje o ranking, de 2016, da Times Higher Education uns dos órgãos mais competentes que mensuram a relevância das Universidades no meio acadêmico.

Segue a lista das melhores Universidades Canadenses no ranking mundial.

UNIVERSITY OF TORONTO
UNIVERSITY OF TORONTO

19ª melhor do mundo: UNIVERSITY OF TORONTO

A universidade fica na cidade de Toronto, província de Ontário. Fundada em 1827, tem cerca de 85 mil alunos e 2500 professores.

Tem um departamento muito conhecido de biomedicina (foi lá que descobriram a insulina, em 1921). Se destaca ainda tecnologia, engenharia, ciências sociais e esportes. Tem 10 ex-alunos com Nobel.

34ª melhor do mundo: UNIVERSITY OF BRITISH COLUMBIA

Fundada em 1877, tem cerca de 60 mil alunos e 5 mil professores. Localizada na cidade de Vancouver, província da British Columbia, tem como áreas mais notáveis Artes, Ciências Aplicada, Business, Medicina e Ciências. Em outro ranking (QS 2016) os cursos de graduação mais bem avaliados foram (em posições relativas aos melhores do mundo):

5 geography; 9 education;  15 agriculture and forestry; 17 psychology; 20 nursing; 24 mathematics; 28 economics; 28 medicine, 37 political science; 39 accounting and finance.

Tem 7 ex-alunos com prêmio Nobel, 65 medalhistas olímpicos e formou 3 primeiros-ministros do Canadá, entre eles o atual, Justin Trudeau.

r-MCGILL-CAMPUS-large570

38ª melhor do mundo: MCGILL UNIVERSITY

Fundada em 1821, tem cerca de 35 mil alunos e 1600 professores. Localizada em Montreal, província de Quebec, as suas áreas maiores são Artes, Medicina, Administração, Engenharia e Ciências.

Tem 12 ex-alunos com prêmio Nobel, 9 vencedores de Oscar, 11 vencedores de Grammys, 3 astronautas, 28 ganhadores de medalhas olímpicas, entre outros.

94ª melhor do mundo: MCMASTER UNIVERSITY

Situada na cidade de Hamilton, província de Ontario, foi fundada em 1887. Tem cerca de 30 mil alunos e 1300 professores.  As áreas de destaque são humanidades, ciências sociais, ciências de saúde, ciências e engenharia.

Tem dois ex-alunos com Nobel e a sua faculdade de medicina é considera a terceira melhor do Canadá e 25ª melhor do mundo.

113ª melhor do mundo: UNIVERSITY OF MONTREAL

Fundada em 1878, tem cerca de 70 mil alunos e 7 mil professores. Localizada na cidade de Montreal, província de Quebec,  se destaca na área de business, administração, direito, farmácia, odontologia e engenharia.

Entre os ex-alunos muitos CEOs de grandes empresas na América do Norte, ministros, juízes do supremo tribunal e na ONU.

137ª melhor do mundo: UNIVERSITY OF ALBERTA

Fundada em 1908, fica na cidade de Edmonton, na província de Alberta. Tem cerca de 40 mil alunos e 1800 professores. Suas área de destaques são inglês e literatura inglesa, artes, humanidades.

Entre os ex-alunos de destaque, um ganhador do Nobel e vários governadores do Canadá.

179ª melhor do mundo: UNIVERSITY OF WATERLOO

Fundada em 1956, é a mais nova da lista. Localizada na cidade de Waterloo, província de Ontário, tem cerca de 30 mil alunos e 1000 professores.

Tem destaque nas áreas de engenharia, matemática, tecnologia e ciências da computação. Um de seus professores da área de economia recebeu o Nobel em sua área.

ubc-contactus-05.jpg

Essas foram as Universidades que ficaram colocadas entre as 200 melhores do mundo. Para fazer uma relação direta, nenhuma universidade brasileira entrou no topo da lista.

A mais bem colocada foi a USP, que ficou entre a posição 200 e 250 – após o 200 as universidades são classificadas sem um número específico, apenas por uma aproximação.

Em seguida aparecem Unicamp (351-400). Entre (501-600) ficam várias brasileiras:  UFSC, UFRJ, Puc-Rio, UnB; UFBA; UFMG; UFPR; UFSCar; PucRS; Unesp; UERJ.

 

Atualizações via Facebook

 

HEAD_DICAS (1)

Pessoal, hoje eu passo rapidinho só para avisar os desavisados que eu criei uma página no Facebook para divulgar as atualizações do blog.

Captura de tela 2016-04-29 às 21.59.45.png

Pensei em ter lá um espaço de conversas e debates, em que fosse mais rápido para responder vocês também.

Bem, convite feito. Passe por lá, curta e fique por dentro das atualizações do blog.

No próximo post vou falar um pouco sobre como marcar a consulta com o médico para o visto. Há uns poréns que eu particularmente aprendi fazendo…

Até mais!

Como é a inscrição para bolsas de doutorado sanduíche (via Capes)

Captura de tela 2016-04-18 às 21.29.09

Vamos por partes, vamos em listas.

Inscrição via Capes, PSDE:

O PDSE é um programa institucional da CAPES com o objetivo de qualificar recursos humanos de alto nível por meio da concessão de cotas de bolsas de doutorado sanduíche às Instituições de Ensino Superior brasileiras (IES) que possuam curso de doutorado recomendado e reconhecido com nota igual ou superior a 3. (Fonte: site Capes)

Traduzindo: aquilo que eu contei antes nos primeiros posts do blog. O processo segue esse lindo infográfico da própria Capes:

cronoPSDE.jpg

Passos:

  1.  Você comunica o seu curso do seu interesse.

Documentos necessários (sempre confira com o seu curso):

  • Plano de pesquisa no exterior, aprovado pelo orientador brasileiro e coorientador no exterior, constando o cronograma das atividades
  • Currículo Lattes atualizado
  • Carta do orientador brasileiro justificando a necessidade do estágio, demonstrando interação ou relacionamento técnico científico com o coorientador no exterior e declarando que o aluno possui a proficiência necessária na língua estrangeira
  • Carta do coorientador no exterior aprovando o plano de pesquisa, informando o período do estágio e declarando que o aluno possui a proficiência necessária na língua estrangeira
  • Currículo do Orientador fora do Brasil

2. Seu curso segue a forma de seleção que está estabelecida internamente (pontuação, quem chegou primeiro, palitinho, cada um tem o seu processo de seleção)

3. Quando o curso te selecionou, você/curso (depende da instituição) encaminha o pedido para a pró-reitoria.

Documentos necessários:

  • Todos apresentados anteriormente
  • Termo de Seleção de Candidaturas do PDSE com o parecer do consultor externo (no qual o seu curso afirma ter selecionado você)

4. Com o cadastro feito pela sua instituição, você tem acesso ao sistema e poderá:

  • Preencher os dados no sistema (dados pessoais e outras informações do doutorado) no formulário de inscrição

Daí, reza a lenda, depois de dois meses para menos o seu pedido era homologado. Mas bem, como eu citei antes, as coisas não estão funcionando atualmente. Ainda assim, para ver certinho como funciona o programa PSDE e o CSF, você pode acessar a portaria completa esta aqui.