Desapego 3: Tchau, passado!

Desapegar é preciso. Seguir em frente é evoluir. Esquecer o passado é superar” a filosofia de algum sábio por aí se popularizou há algum tempo na internet.

 

me.jpg
Imagem do projetodiego, uma página de facebook cheia de ilustrações maravilhosas. Essa foi feita especialmente para mim S2

 

Não, este post não é sobre esquecer o que a gente já viveu ou deixar para trás os  que fizeram e fazem parte da nossa vida. Esse texto é sobre entender que a vida é feita em fases e às vezes precisamos desapegar para seguir em frente.

No nosso caminho, frequentemente nos encontramos em situações com duas saídas: seguir carregando malas e malas de um peso que não mais nos pertence ou procurar um novo trajeto, deixando o que ficou para trás no passado.

Entenda seu passado, abrace seu presente, mas não deixe que o seu futuro seja planejado por fatos que já passaram.

Seja ousado, pense em construir algo diferente, ponha a mão na massa. Levante um futuro que você quer, não o que os outros esperam que você faça.

É difícil seguir uma trilha diferente daquela que está ali, parada e prontinha na nossa frente. Trocamos o certo por um lugar fora da nossa zona de conforto. No entanto, é apenas quando a gente para de seguir os tijolinhos e busca um caminho alternativo que a nossa vida realmente se transforma.

É preciso ter coragem para seguir em novos caminhos. É necessário enfrentar seus medos para quebrar de amarras do passado. Se liberar de algo que temos há anos é antes de tudo pavoroso. Afinal, nos acostumamos com tudo, até com a nossa infelicidade.

Aceitar que as coisas não estão bem e correr atrás de uma realidade diferente dá medo. Faz a gente repensar aquilo que a gente sabe que está errado “mas será que eu realmente estou insatisfeita? será que não reclamo de barriga cheia?”

O questionamento é sempre válido. Mas ele não pode ser impeditivo da sua evolução. Há sempre espaço para mudança, então aproveite para mudar enquanto você pode.

Mude seu quarto. Mude seu estado civil. Mude de cidade, de país, de curso, de profissão. Mas principalmente, sempre mude a sua forma de ver o mundo.

Realize seus sonhos e nunca se prenda aos objetivos realizados como se eles fossem o máximo que você pode alcançar.

Busque novas metas, em outras galáxias, conheça o novo para poder sonhar diferente do que você sonhou ontem. 

 

 

Advertisements

Um pouco mais sobre o Canadá (parte 1 – curiosidades gerais)

HEAD_DIAADIAResolvi escrever um pouco sobre o Canadá em si. Alguns de vocês podem ter chego até esse site pela curiosidade de fazer um doutorado fora do Brasil, sem saber muito sobre a cultura canadense. Outros podem ser grandes fãs do Canadá e estão aqui para saber mais sobre uma perspectiva acadêmica do país.

Bem, trouxe algumas informações que podem ser bem básicas para muitos de vocês e outras que podem ser novas, dependendo do seu interesse por aqui.

Na primeira leva vão informações mais gerais e no próximo post eu falo mais sobre aspectos históricos e culturais.

Captura de tela 2016-04-18 às 17.09.16

As informações acima (e algumas abaixo) foram retiradas da Wikipedia. Tirei prints por achar que seriam interessante para começar a contextualizar. O Canadá é o segundo maior país em extensão do mundo, perdendo apenas para a Russia (Sim, ele é maior que a China).

No entanto, a população é bem mais baixa do que a dos maiores países do mundo em densidade populacional. Trouxe uma comparação bem legal abaixo:

Captura de tela 2016-04-18 às 17.08.47

Ou seja: Em todo o território canadense, moram menos pessoas do que no estado da Califórnia, nos EUA! Me impressionei bastante com esse dado. No site oficial com dados do País consta que em Janeiro de 2016 a população era de um pouco mais de 36 milhões.

O Canadá tem 10 províncias e três territórios.

Captura de tela 2016-04-18 às 18.42.16

Províncias e suas capitais:  Alberta (Edmonton); British Columbia (Victoria); Prince Edward Island (Charlottetown); Manitoba (Winnipeg); New Brunswick (Fredericton); Nova Scotia (Halifax); Ontario (Toronto); Québec (Québec); Saskatchewan (Regina); Newfoundland and Labrador (St. John’s).

Territórios: Territórios do Noroeste (Yellowknife); Yukon (Whitehorse) e Nunavut (Iqaluit).

Quando eu falei que ia para Vancouver, muita gente me perguntava se eu sabia falar francês, por achar que este era o idioma de lá. Pois então, só se fala francês oficialmente em uma província no Canadá, em Québec. As outras todas a língua oficial é o Inglês. Ottowa (Capital do Canadá) fica na província de Ontário e há bastante relatos que lá o francês é quase tanto usado como o inglês. Ainda assim, a língua oficial da província é a inglesa.

Foquei este post em características do Canadá. Mais para a frente farei um post mais específico sobre outras províncias e territórios, principalmente a de British Columbia, para onde eu vou.

Por enquanto, deixo estes dados sobre a divisão da população.

Captura de tela 2016-04-18 às 17.11.25

Ainda pelo site do Governo Canadense estima-se que mais de 20% da população do país não tenha nascido lá. As províncias mais populares para os imigrantes são Ontário, Québec e British Columbia.

De acordo com o site do Itamaraty, baseado no censo canadense de 2010 seria possível estimar o número de brasileiros no Canadá em 26 mil pessoas. No entanto, principalmente nos últimos cinco anos muitos brasileiros estão migrando para o Canadá, o que aumentaria bastante esse número.

Li em uma matéria do jornal O Tempo que ” Somente este ano (2014), o país da América do Norte (Canadá) espera receber mais de 20 mil alunos brasileiros para o estudo de inglês e francês. Para alguns, no entanto, passar um tempo no país não é suficiente, eles querem emigrar definitivamente, especificamente para a província do Québec”.

Claro que estes 20 mil não vão imigrar, mas alguns deles, principalmente os que vão para fazer um College no país, acabam iniciando um processo de imigração definitiva. Mais para frente eu falo mais sobre migração via faculdade/trabalho.

Dentro deste número – provavelmente a maior porcentagem – são os milhares de alunos de línguas, que vão para o Canadá estudar temporariamente inglês ou francês. Os alunos de pós-graduação são minoria, mas ainda estão com um número significativo, crescendo a cada ano.
Bom, este post já está bem extenso. Tem muito mais o que falar, em uma próxima série passo mais dados gerais. No próximo post, trago alguns dados e curiosidade históricas do Canadá.

 

Referências:

Governo do Canadá

Wikipedia

Air Canada

Site Itamaraty