O que as pessoas dizem quando você fala que vai morar no Canadá?

HEAD_SITUACOES

Sabe quando você vai super alegre contar para as pessoas que você vai morar no Canadá?

Geralmente nós esperamos as coisas estarem minimamente encaminhadas para começar a noticiar. Para essas coisas estarem “minimamente encaminhadas” é bem normal que um longo caminho já tenha sido percorrido. Afinal, só a decisão em si já é algo bem prolongado. Depois vem a escolha do lugar, a viabilização financeira, a busca pelo convite, o planejamento, o visto… São vários passos que demoram um pouco, nada é do dia para a noite.

Daí você vai empolgadíssima contar para uma pessoa e ela diz?

– Mas é muito frio! Você tem certeza?

069583_crop

“Não, não tinha pensado nisso! Vou desistir agora!” Será que é isso que as pessoas esperam ouvir? Custa ser um pouco mais empático com o sonho alheio?

Eu amo frio. Meu sonho é fugir do misto de umidade extrema com calor sufocante. Sou do tipo que prefere praia fora da temporada, odeio torrar no sol e fico suada por qualquer coisa. Como eu tenho pressão muito baixa, fico muito improdutiva no verão, desmaio, passo mal. Meu sonho é morar no frio. Mas vamos continuar o diálogo. Daí, suponhamos que como eu, você diga:

– Eu adoro o Frio. Não vai ter problema não.

– Ai, mas você vai ter coragem de deixar sua família? Eu nunca faria isso.

… Sim, deixar a família é uma coisa muito difícil. É o principal fator que às vezes dá vontade de desistir. Nunca pense que uma pessoa que está indo para fora do Brasil, ou até fora de sua cidade, não considerou tudo que terá que deixar para trás. É difícil demais. Por isso, é um sacanagem imensa apelar para a ferida da pessoa e colocar o dedo lá para ver a pessoa sangrar. Pra que?

Como vamos para Vancouver, sempre acabo dizendo que lá não é tão frio quanto o resto do Canadá. Daí sempre vem alguma criatura para dizer que lá chove muito. Bom, em Vancouver chove cerca de 16o dias por ano. Eu moro em Santa Catarina. Não tem um levantamento tão preciso como no Canadá, mas na minha cidade acredita-se que chova de 110 a 150 dias por ano. Em 2015 ficamos um período de 43 dias seguidos sem um dia de sol. Acho que eu dou conta tranquilamente.

Fiz esse post basicamente para dizer que quando um amigo/familiar/conhecido chega para contar uma novidade que ele está feliz, não fique questionando a felicidade alheia. Embarque na empolgação, incentive a pessoa. Quando alguém chega e conta que está grávida ou que vai casar você não olha (pelo menos se espera que não) pra cara da pessoa e diz – “Nossa, ter filho é tão trabalhoso…” ou “-Pra que casar? Tanta gente se separa!”. Poxa, pessoal. Sejamos mais empáticos, por favor.

Um sorriso e uma palavra de incentivo ajudam não só o próximo, mas nós mesmos a também pensar em decisões que podem nos fazer feliz.